Medicina ayurveda: entenda como ela pode ajudar a sua saúde

0
204

Ayurveda é uma antiga tradição de cuidados de saúde praticada na Índia há pelo menos 5 mil anos. A palavra vem dos termos sânscritos ayur (vida) e veda (conhecimento).

Embora o ayurveda, ou medicina ayurvédica, tenha sido documentado nos textos históricos sagrados conhecidos como Vedas há muitos séculos, ele evoluiu ao longo dos anos e agora está integrado a outras práticas tradicionais, incluindo o yoga.

O ayurveda é amplamente praticado no subcontinente indiano – mais de 90% dos indianos usam alguma forma de medicina ayurvédica, e a tradição ganhou popularidade no mundo ocidental, embora ainda seja considerada um tratamento médico alternativo.

Mas, afinal, o que é  o ayurveda?

O cuidado em saúde é uma prática altamente individualizada sob os princípios ayurvédicos, que afirmam que todos têm uma constituição específica que determina as características físicas, fisiológicas e mentais, além de vulnerabilidade para doenças.

Isso se chama prakruti. Ele é determinado por três “energias corporais” chamadas doshas. Existem três doshas básicos e, embora todos possuam algumas características similiares, a maioria das pessoas tem um ou dois que predominam.

A energia Pitta está ligada ao fogo e acredita-se que controla os sistemas digestivo e endócrino. Pessoas com energia pitta são consideradas de temperamento ardente, inteligentes e de ritmo acelerado. Quando a energia pitta está desequilibrada, podem ocorrer úlceras, inflamação, problemas digestivos, raiva, azia e artrite.

A energia vata está associada ao ar e ao espaço e está ligada ao movimento corporal, incluindo respiração e circulação sanguínea. Diz-se que a energia vata predomina em pessoas que são pensadoras vivas, criativas e originais. Quando desequilibrados, os tipos de vata podem provocar dores nas articulações, prisão de ventre, pele seca, ansiedade e outras doenças.

Acredita-se que a energia kapha, ligada à terra e à água, controle o crescimento e a força, e esteja associada ao peito, torso e costas. Os tipos Kapha são considerados fortes e sólidos na constituição e geralmente de natureza calma. Mas problemas de obesidade, diabetes, sinusite, insegurança e vesícula biliar podem resultar quando a energia kapha está desequilibrada, de acordo com os profissionais ayurvédicos.

Conforme as crenças ayurvédicas, fatores como estresse, dieta não saudável, clima e relacionamentos tensos podem influenciar o equilíbrio que existe entre os doshas de uma pessoa. Essas energias desequilibradas, por sua vez, deixam os indivíduos mais suscetíveis à doença.

Benefícios do Ayurveda

O conceito fundamental do Ayurveda é manter a saúde. O Ayurveda não olha para a doença. Olha para o host e a vulnerabilidade de um indivíduo.

Muitos tratamentos ayurvédicos – como meditação e dietas individualizadas – visam, portanto, manter uma pessoa saudável, não curá-la de doenças.

Açafrão, por exemplo, é frequentemente prescrita por praticantes ayurvédicos. A espeçaria contém beta-caroteno, cálcio, flavonóides, ferro, niacina, potássio, zinco e outros nutrientes.

Além de sua potencial eficácia no tratamento de úlceras pépticas e algumas formas de câncer, o açafrão também tem propriedades anti-inflamatórias comprovadas. Vários estudos sugeriram que isso pode ajudar a reduzir os sintomas da artrite reumatoide.

Outro tratamento ayurvédico amplamente utilizado é o incenso uma resina seca derivada da árvore Boswellia. De acordo com estudos, pacientes com osteoartrite apresentaram diminuições significativas da dor após o uso de um remédio para incenso.

Um estudo publicado em 2005 na revista Cardiology in Review sugeriu que a prática ayurvédica do yoga pode ajudar a reduzir a ansiedade e melhorar a qualidade de vida, tornando-o uma prática benéfica para pessoas com doenças cardíacas e hipertensão.

O que você acha da medicina ayurverda? Acredita que ela realmente pode ajudar a sua saúde?